quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Moon

Em qualquer porto do mundo
Absorveria essa noite
E me veriam como um louco,
No horário de pico do cansaço
Contemplando a lua

A lua, que só ela se sabe,
Ficando no céu
Tatuada todos os dias,
Revelando o momento da descoberta

O mistério que cobre a lua
Descubro olhando o céu

Vejo tudo escuro
E sou um cego abençoado
Porque o mistério descoberto
É a completa escuridão dos meus olhos
A pino ando atraído
Embriagado dessa certeza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário