segunda-feira, 18 de julho de 2011

Sobre a Persona Indefinível ou KARMA: Que é uma variante de Calma

As Inspeções
do Espectador
Espectro
Introspecto
São um Realização Textual
Baseada naquilo
que não e que sIm-Formam
O Hedonismo que Rezamos todo o dia!
Entre-Linhas, entre Vias, entre Classes!

O Ufanista do Infinito e O Cidadão Feliz ( ou Exclamações demais)

Alô som?
Sonda por onde anda o silêncio?
O silêncio é esse meu Estado infinito!
e Todo o Ufanista defende seu estado!
(O ufanista do infinito...)
e  dessa forma o que mesmo me constata a Humanidade?
O meu expressionismo de rosto? 
Sou o rosto mais sem expressão de todos! Sem atos de bondade, sem surpresas, se tudo for embora numa explosão vou ficar mais inerte que uma pedra impassível. 
                                                           E vejam! 
                                                           Tudo explode todo o dia,
                                                           de uma vez!
                                                           A continuação
                                                           destrói a idéia do fim,
                                                           Explode tudo!

E essa explosão é como um quadro a ser analisado por um desmemoriado dos sentimentos, e todo quadro é pintado de sentimento!

Sentado sobre os ares destruídos da continuação
Sou perturbado, alertado, instigado pelo Cidadão Feliz que me pergunta:

- Por que você fala tanto nesses termos tristes?

-Não se trata de tristeza!
é aquilo que não dá pra alcançar,
que é a felicidade!
Entenda!
Não se trata de tristeza!

O cidadão atravessa sua rua-vida-ilusória feliz!
Ladrões da Noite!
Não roubem esse homem feliz!
não o Matem!
Não atravessem o caminho dele!


(Pra quê vocês querem saber de que lugar se fala e de onde vem a felicidade? pra quê se fala sobre isso? Só comtemplem por dentro ,figurativamente, o Coração do outro que bate)